Jovens entre 15 e 29 anos podem viajar de graça pelo Brasil


Uma nova lei permite que Jovens entre 15 e 29 anos podem viajar de graça pelo Brasil. Mas nem todo mundo sabe disso.

Este novo direito regulamentado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), previsto no Estatuto da Juventude, garante que todos os ônibus interestaduais tenham dois lugares reservados para que jovens entre 15 a 29 anos possam viajar de graça. Caso os dois lugares já estejam ocupados, outros dois lugares devem ser disponibilizados com 50% de desconto.

Para garantir o direito de viajar de graça, o jovem precisa se encaixar também no perfil de renda de até dois salários mínimos, ser cadastrado no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) e possuir a ID Jovem, documento virtual emitido que pode ser solicitada pela internet ou por aplicativo de celular.

Alem de poder viajar de graça, por esse programa você pode também assistir shows, espetáculos e eventos esportivos pagando meia entrada. Essa é uma iniciativa do Governo de tornar a cultura mais acessível à jovens de baixa renda. Segundo informações do governo federal, serão mais de 18 milhões de jovens contemplados com esse benefício e com a garantia da meia entrada em eventos esportivos e culturais.

Quando for usar a sua identidade para viajar ou ir em algum evento, não é necessário imprimir. Basta apresentar a imagem do cartão na tela do celular no momento em que for pegar o ingresso, acompanhada de um documento oficial com foto. E se caso alguma companhia de viagem ou bilheteria de um evento tenha se recusado a liberar os bilhetes, você deve ir diretamente ao Procon e abrir uma reclamação.

Para viajar de graça

Para viajar de graça, a reserva de vagas em ônibus interestaduais deverá ser feita, no mínimo, três horas antes da viagem. O beneficiário deve apresentar a ID Jovem e a carteira de identidade no momento em que fizer a solicitação do bilhete ou ingresso. Duas vagas gratuitas serão reservadas em cada veículo, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros e mais duas com desconto de 50%, no mínimo, no valor das passagens, a serem utilizadas depois de esgotadas as passagens gratuitas.

Se o direito não for garantido, o usuário pode procurar pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), que tem postos de atendimento em muitas rodoviárias ou pelo telefone 166. O benefício integra o Direito à Cultura e o Direito ao Território e à Mobilidade, do Estatuto da Juventude (Lei nº 12.852/2013).

log in

reset password

Back to
log in